Sergipe participa do Fórum Maranhense de Distribuição de Gás Natural

Sergipe esteve presente no Fórum Maranhense de Gás Natural por meio do presidente da Sergás, Valmor Barbosa e do diretor técnico operacional, Enaldo Valadares.

Sergipe esteve presente no Fórum Maranhense de Gás Natural por meio do presidente da Sergás, Valmor Barbosa e do diretor técnico operacional, Enaldo Valadares,  do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Augusto Carvalho e do assessor técnico da pasta Marcelo Menezes, e da diretora técnica da Agrese, Regina do Rosário. No evento foram debatidos temas voltados para a interiorização do gás e demais informações técnicas repassadas nas palestras ministradas por especialistas e autoridades do Governo do Maranhão, Governo Federal e Golar Power.

 

Visando a disponibilização do fornecimento de Gás Natural Liquefeito (GNL) em todo território maranhense foi assinado o Protocolo de Intenções entre a Companhia Maranhense de Gás (GASMAR) e a Golar Power, proposta semelhante à que foi assinada em Sergipe no evento realizado em dezembro de 2019, entre a empresa e a Sergas. “A partir deste protocolo a Golar firma mais uma parceria para a interiorização do gás natural e todo esse processo acontecerá a partir do terminal de regaseificação localizado em Sergipe. Estamos testemunhando a importância do Estado de Sergipe nesse segmento”, observou Valmor Barbosa.

“Participar deste evento é de extrema valia, já que vemos aqui mais um estado do nordeste aderindo esse sistema de fornecimento de gás através de GNL, que chegou ao Brasil através de Sergipe. Queremos dividir experiências e trocar informações para desenvolver e fortalecer a área energética em todo o Nordeste”, observou o secretário José Augusto Carvalho.

 

O deputado federal Laércio Oliveira, relator da Lei do Gás, destacou que está trabalhando junto com o governo federal para a aprovação desta legislação que irá beneficiar Sergipe de modo superlativo. “Tenho trabalhado em todas as frentes para promover o melhor ambiente para a cadeia do gás em Sergipe, principalmente porque nosso estado tem muito a ganhar com a exploração das reservas de gás natural. Além do trabalho legislativo, tenho conversado com representantes de empresas, em conjunto com o Governo do Estado, para que Sergipe possa ter esse potencial explorado e decole no cenário nacional. A cadeia do gás vai fazer com que nosso estado se desenvolva exponencialmente. Para isso, estou trabalhando para que a Lei do Gás seja aprovada o mais rápido possível”, disse.