Como parte da sua política de interação social no estado de Sergipe, desde o mês de setembro de 2020, a Sergas passou a apoiar a entidade sem fins lucrativos e de assistência a idosos SAME

Sergas atua como incentivador social apoiando o Lar de Idosos SAME

Como parte da sua política de interação social no estado de Sergipe, desde o mês de setembro de 2020, a Sergas passou a apoiar a entidade sem fins lucrativos e de assistência a idosos SAME. A medida é mais uma forma da companhia auxiliar os sergipanos neste momento de dificuldades, devido a pandemia da Covid-19.

O diretor presidente da Sergas, Valmor Barbosa, afirma que a participação na vida social, educacional e cultural  da sociedade sergipana tem sido uma marca da Sergas. , por meio dos apoios assegurados às diversas entidades. “Todos os dias a imprensa nacional divulga feitos de grandes, médias e pequenas empresas, através de doações ou patrocínios. Neste sentido a Sergas, compreendendo o atual contexto, passou a apoiar o SAME pela sua trajetória e obra social importantíssima no acolhimento e tratamento dos idosos, assim como também apoia outras instituições assistenciais no nosso estado. O SAME é Uma instituição que merece todo respeito, solidariedade e dignidade”, ressalta Valmor.

Para o diácono Antônio Costa Almeida, responsável pela gestão do SAME,  ações como esta da Sergas é de suma importância para a existência, continuidade e melhoria do atendimento aos idosos. “A assistência a pessoas idosas envolve um volume de ações muito grande, não só na parte de manutenção, como também na alimentação, higiene, prevenção e tratamento da saúde. Um apoio como este da Sergas é de vital importância para entidade e nós agradecemos muito a todos que fazem a companhia, por enxergar, nesse momento tão difícil que passamos, a nossa entidade e a importância do nosso trabalho”, agradece Antônio Costa.

História

O SAME foi fundado em 12 de agosto de 1949, sob a inspiração e orientação da Arquidiocese de Aracaju, tendo a frente Dom Fernando Gomes dos Santos, então Bispo da Diocese de Aracaju. Seu objetivo principal foi amparar os mendigos que viviam nas praças e ruas da nossa cidade, daí seu nome: Serviço de Assistência à Mendicância – SAME. Entre os anos de 1949 a 1957, a instituição funcionou na rua Geru, sendo exclusivamente dedicado ao assistencialismo imediato e, diante de angústias urgentes, a promoção de soluções imediatas.

A partir de setembro de 1957, passou a funcionar na rua Simão Dias, 794, dando início a novos trabalhos de natureza promocional, educacional e de geração de renda, como curso de corte e costura, artesanato e fundação da escolinha São Tarcísio.

Em 1959 o SAME  passou a funcionar em sua sede própria, situada na Praça Tomaz Cruz 794, bairro Indústrial. Com o advento do Estatuto do Idoso, Lei nº 10.741, de 2003, o SAME buscou adequar-se às novas exigências, alterando o seu Estatuto Social e definindo-se como Instituição de Longa Permanência para Pessoas Idosas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp